“Cozinhar sem gordura? Impossível!”

Quando comecei a falar sobre a dieta, toda a gente respondia da mesma forma:

“Cozinhar sem gordura? Impossível!”

Fossem pessoas mais jovens ou mais velhas, modernas ou tradicionais, homens ou mulheres, ninguém acreditava que seria possível fazer comida **boa** sem gordura.

“Isso sem azeite não tem piada nenhuma” dizia-me a minha “sogra” nos vários jantares durante a dieta.

Ela é o clássico exemplo de uma senhora criada nos costumes das boas famílias portuguesas (neste caso da Cova da Beira) que convivem à volta da mesa, apreciam um bom queijo, um bom vinho e comida tradicional. Ora, quem é português sabe que é muito difícil cozinhar de forma tradicional sem gordura! E ela sentiu o mesmo quando eu declarei que esta minha dieta era muito rígida e que não havia volta a dar.

Nos primeiros tempos eu limitava-me a comer peixe ou carne grelhado, saladinha sem tempero, queijo fresco… A dieta “tradicional”. Eu não me importava pois não queria dar mais trabalho, e as vezes que lá ia jantar a casa não eram assim tantas. Mas ela, no seu instinto de mãe portuguesa, não ficava nada satisfeita de me ver comer tão pouco, tão “mal”… E pouco a pouco foi se aventurando, à sua maneira, na culinária sem gordura… Pouco a pouco as refeições foram-se tornando mais elaboradas e mais saborosas e sempre sem gordura!

O meu namorado já diz com um ar de triunfo: “Estás a ver, mãe? Afinal consegues cozinhar sem gordura!”

E nem o pai se queixa da comida ser diferente…

Ora, das aventuras culinárias da minha querida “sogra” já figuram aqui no blog duas receitas:

“Cogumelos Salteados” e “Tomates Recheados”

Para todas as mães portuguesas (e não só!) que por aí andam e que pensam que isto é “uma loucura”, a minha resposta é esta: Se conseguimos por esta mãe do Fundão a cozinhar sem gordura, vocês também conseguem!

4 Comments to ““Cozinhar sem gordura? Impossível!””

  1. Muitos parabéns por teres conseguido levar a fase de estabilização até ao fim!
    Força para continuares sempre com esta vontade e entusiasmo.

    Eu iniciei o meu regime dukan à mais ou menos um ano, pesava 85 kg e emagreci 12 quilos. Senti-me muito bem… como à muito tempo não me sentia. Regularizei a hipertensão, fiquei muito mais ágil, o cabelo mais brilhante, a pele mais limpa, em suma muito mais bonita por dentro e por fora.

    Infelizmente, ignorei a fase de estabilização e hoje quando fui pesar-me na balança da Wii, que registou pormenorizadamente a minha perda de peso, rápidamente acusou um aumento de 14 quilos. Desde Maio que não me pesava … Estou desolada: depois de tanto sacrificio, como é me deixei chegar outra vez a este ponto.

    Vou recomeçar outra vez, com a certeza de que não quero voltar a sentir esta culpa, frustação e até vergonha!

    Felicidades para ti!!

    • Muito obrigada! Lamento que isso tenho acontecido, da minha experiência eu diria que a fase de estabilização é sem dúvida a mais importante e pesar-se regularmente também. Força nisso! Nada está perdido, agora recomeça com uma nova atitude e vais ver que consegues não só perder mas estabilizar! Não desistir é o mais importante! Coragem!!

  2. Comecei a dieta a duas semanas estou feliz perdi 8 kilos! Tinha 94 kilos e estou com 86.3 tenho ainda muito q perder preciso perder 16kilos ainda nao estou sentindo dificuldade e quero chegar lá pra todos boa sorte!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: